Landau: Novo álbum “Retrovisor” é lançado.

Landau: Novo álbum “Retrovisor” é lançado.

O músico mineiro Flávio Landau, com seus 20 anos de carreira, já lançou uma dezena de trabalhos, entre álbuns de estúdio, CD ao vivo e DVD,  trazendo o mais puro Rock Popular Brasileiro. Proveniente de uma família de músicos, já que é irmão dos também cantores Rogério Flausino (Jota Quest) e Wilson Sideral, e primo em segundo grau de Marcus Menna (LS Jack), Landau acaba de lançar seu mais novo trabalho “Retrovisor”.

Cantor, compositor e produtor musical, Landau traz na sua música uma variedade de influências, que vão desde AC/DC a Zé Ramalho, e de Alceu Valença a Pink Floyd, tendo se apresentado por todo o Brasil e diversos outros países. Uma versatilidade que o leva a compor ótimas trilhas sonoras, como os temas “Lata Velha” (Caldeirão do Huck/Globo), “Bones” (Fox Films), bem como fazer parte do corpo de jurados do Reality Show “Canta Comigo” (Record).

O novo álbum “Retrovisor” é uma coletânea muito especial, contando com 10 canções, que foram gravadas no Studio Nimbus (SP) , no StudioLands e no Studio PróMix, em Alfenas/MG, cidade natal do artista. Landau gravou todos os instrumentos e compôs todas as faixas, exceto “Nova Geração” (Wander Taffo/Rádio Táxi). Produzido pelo próprio Landau e Paulo Senoni e a colaboração técnica de Telo Luciano, Norton Bell e Caio Lúcio, o álbum ainda conta com a participação especial do maestro Tiago Mineiro e a Midnight Orchestra. A capa foi fotografada por Gustavo Frandoloso, cabendo ao próprio Landau a criação da arte da capa.

Landau – Retrovisor (2020)

1-Retrovisor

2-O amor está em todo lugar

3-Nova Geração

4-Buraco e quebra mola

5-De onde eu venho

6-Pout pourri do Landau

7-Ando meio hippie 2

8-Amor sem fim

9-Tudo sempre dá certo

10-The power of love

Jennifer Kelly

Sou escritora, poetisa, radialista, e produtora de conteúdo. Durante as minhas 5 décadas de vida, respiro Rock e Metal 24hrs por dia. Apesar de ter minhas bandas e artistas preferidos, não me prendo aos velhos e consagrados nomes. Ouço muita coisa nova, o tempo todo. Essa é a minha missão, abrir as portas do submundo, tomando por legado escrever sobre bandas independentes e projetos iniciantes. Penso que se não abrirmos nossos ouvidos a quem está chegando agora, o Rock morre junto com os artistas que o inventaram e o consagraram. O Rock não pode morrer, e só dando oportunidade ao que é novo é possível mantê-lo vivo!!!!!

Deixe uma resposta

Fechar Menu